Resultados

Promoção do talento e aumento da produtividade e competitividade Angolana

tls artigo angola

 

Um projeto de grande visibilidade no país, que pretendeu contribuir para o aumento e reforço da produtividade e competitividade de Angola

 

O projeto TLS Angola, gerido pelo Instituto Nacional de Apoio a Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) e enquadrado no Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI), foi conduzido por membros do Ministério da Economia e Planeamento (MEP) e da LBC. Este projeto, de grande visibilidade no país, pretendeu contribuir o aumento e reforço da produtividade e competitividade de Angola através de um novo olhar sobre o seu tecido empresarial, com recurso a três metodologias principais: Teoria das Restrições (ToC), Lean e Six Sigma, formando o acrónimo TLS.

Esta visão focada no futuro materializa-se, no curto prazo, na aposta no (jovem) talento angolano e no incremento da excelência operacional através de uma sólida capacitação e da mais eficiente alocação de recursos, contribuindo para o aumento da empregabilidade da camada mais jovem da população qualificada.

O projeto envolveu a capacitação e certificação em TLS de 150 jovens recém-licenciados com recurso à formação em ambiente virtual e posterior alocação dos jovens certificados em 75 PMEs para diagnóstico e implementação de soluções TLS nas PME de Angola que se candidataram. Para alcançar estes resultados, o projeto foi estruturado em 3 fases principais, detalhadas de seguida.

A plataforma criada, com base na plataforma proprietária da LBC, SmartEcoBiz, foi adaptada à medida do cliente para SmartTLS, gerando um ecossistema de empresas, jovens qualificados, um pool de formadores online e um espaço dedicado à assistência técnica para partilha de experiências e ferramentas de implementação. Para esta adaptação foi fundamental o recurso a um robot desenvolvido à medida pela LBC, que permitiu ganhos de eficiência substanciais na criação do ecossistema virtual. O robot criado interpretou emails e outros dados e criou, actualizou e configurou utilizadores.​ Além desta tarefa, analisou a prestação dos participantes e atribuiu certificados

 

1. Capacitação e certificação de +150 jovens através de ambiente de formação
integralmente digital

O Ministério da Economia e Planeamento realizou um processo de recrutamento nas universidades, tendo identificado 169 jovens recém-licenciados que abraçaram esta jornada de aprendizagem. Para estes jovens, foi concebido um plano de formação em TLS com 7 temas e 27 subtemas e uma carga horária de 85 horas (50h síncronas e 35h assíncronas). A formação síncrona decorreu em ambiente virtual com recurso ao MS Teams, com as sessões gravadas, e foram desenvolvidos diversos recursos formativos complementares, nomeadamente um portal de e-learning que contém vídeos, exercícios práticos, testes de conhecimentos, emissão automática de certificados, entre outros, possibilitados pela plataforma SmartTLS e que possibilita o reforço do ecossistema, e a continuidade da iniciativa, mesmo após o final do projeto inicial.

 

2. Avaliação e diagnóstico do negócio das PMEs e Smart Matching
dos jovens certificados e PME.

Estes jovens, previamente identificados, foram submetidos a uma taxa de assiduidade mínima e à aprovação em testes de conhecimentos obrigatórios de modo a receberem o certificado Smart TLS.  Aos jovens que foram certificados foi disponibilizado um inquérito Smart Matching que mediu a sua disponibilidade e preferência em termos das PMEs que estavam disponíveis para os receber, tendo sido assim efetuado um matching entre jovens e empresas que considerou o seu desempenho na formação, as suas soft skills, mas também as suas preferências. Paralelamente, foi realizado uma avaliação de diagnóstico para compreensão do negócio das mesmas e recomendação da solução mais adequada a cada PME.

 

3. Implementação de soluções TLS com recurso a orientação e ferramentas
em ambiente virtual.

A terceira e última componente envolveu um estágio dos grupos de jovens nas empresas às quais foram alocados. O seu estágio tratou de implementar, em contexto real, as ferramentas TLS que foram apreendidas na formação teórica, sendo estes responsáveis por aplicar as ferramentas à realidade da PME a que estavam alocados, com o apoio da equipa experiente da LBC e suportados pela plataforma Smart TLS que tinha disponíveis toda a metodologia de implementação e os respetivos recursos e informações necessários à boa implementação em contexto real e adaptado à realidade de cada empresa.

 

Abaixo, apresentamos alguns dos testemunhos dos jovens talentos que espelham a relevância desta iniciativa para as suas carreiras:

  1. “A formação em TLS, foi um diferenciador na minha vida, hoje eu consigo aplicar a ToC  (Teoria das Restrições) no meu dia -dia, tal como o Sr. Ministro frisou, sempre que me deparo com uma limitação, já estou a pensar que tenho que aplicar a ToC, ver qual é a restrição. Em trânsito, Multibanco, em casa, etc. “

  2. “Uma formação pra vida toda. Super feliz, recomendo às pessoas que têm a possibilidade de o fazer, pois não aplicamos apenas nas empresas, mas também na nossa vida. Uma iniciativa de louvar, sou abençoada por fazer parte deste team! Força.”

  3. “Foi uma formação muito interessante, tive uma percepção negativa a princípio, principalmente quando se falou que seria on-line, mas a equipa em geral mudou a minha forma de pensar, e principalmente fizeram-me acreditar que o impossível pode ser possível, basta acreditarmos e nos esforçarmos, pude aprender bastante, principalmente sobre n coisas que nem sequer tinha noção, no que tange a identificação de restrições, e por fim, só tenho de agradecer ao MEP, LBC, e ao INAPEM, Obrigado.”

  4.  “Foi bastante proveitoso, uma vez que a equipa é dotada de excelentes profissionais, cheios de conhecimento e muita pedagogia, encontrei colegas muito bons dos quais tenho orgulho de fazer parte porque ainda não terminamos. Muito obrigado pela paciência que tiveram e por partilharem os vossos conhecimentos.”

  5.  “Conhecimentos adquiridos, que outrora não dava tanta importância ou relevância que darei daqui para frente. Estudarei mais para ter capacidade de falar e executar com bastante propriedade porque é uma mais-valia para o meu crescimento profissional. Obrigada, LBC.”

  6. “A TLS, mudou a minha forma de pensar!...”

 

Abaixo, apresentamos alguns dos testemunhos dos jovens talentos que espelham a relevância desta iniciativa para as suas empresas:

  1. A nossa empresa ficou consciente que deve seguir um objectivo concreto.”

  2. “A participação no projecto permitiu uma abordagem sistematizada ao problema identificado, situação que em condições normais não teria acontecido e com certeza, com resultados diferentes."
     
  3. “O projecto TLS teve o seu mérito. Conseguimos enquadrar as restrições já existentes e as que com a equipa Smart TLS conseguimos descobrir.”

  4. “Um dos factores positivos é a interacção que existiu dos peritos e mentores (jovens formados) com as empresas e os gestores. A capacidade de conhecimento dos peritos. Os mentores souberam aplicar tudo que lhes foi ensinado.”
     
  5. “O projecto Smart TLS elucidou-nos na elaboração e acompanhamento das etapas para formalização de um projecto ou estruturação de uma empresa dando-nos as bases de conhecimento e ferramentas para melhor entender o desenvolvimento das actividades, ajudando na previsão para a resolução de conflitos.“

logo rodape  

Registe-se aqui para receber novos Insights


Dare to be Innovative, Embrace Transformation and Deliver a better world.
POLÍTICA DE PRIVACIDADE    SOBRE NÓS     CONTACTOS
© 2021 LBC